0

Dinâmicas de Grupo

 torcida  

Câmara Fria

Objetivo: proporcionar o relaxamento, descontração, aquecimento, diversão

Desenvolvimento: os participantes espalhados na sala. O animador anuncia que todos estão congelados numa câmara fria. Quando a música começa, anuncia-se o degelo do rosto, depois da cabeça, das mãos, dos braços…de todo o corpo. Esfregar as mãos, cumprimentar os colegas, abraçar os colegas. Estão todos descongelados, mover-se  de acordo com o ritmo da música. Estando todos aquecidos, convida-se o grupo pra executar outra atividade.

                                                                    
Balões Com Nome

Objetivo: oportunizar o conhecimento recíproco dos nomes, troca de informações e quebra-gelo.

Material: balões coloridos e canetas hidrocor

Desenvolvimento: cada participante escreve o seu nome em um balão já cheio. Quando começa a música, todos dançam livremente soltando os balões no ar de modo que fiquem bem misturados. Quando a música cessa cada participante pega um balão e o devolve ao seu dono. Ao devolver deverá apresentar-se e trocar alguma informação pessoal.
                                                                              menina3

 
                                                                             
O Poder do Toque

Objetivo: oportunizar o reconhecimento recíproco, a sensibilização, a confiança, a percepção e a descontração

Desenvolvimento: os participantes em dois grupos (A e B) de frente um para o outro. O grupo A estende os braços com as palmas viradas para cima. O grupo B irá tocar o colega começando pelas mãos, braços e cabeça. É importante para aquele que está tocando se concentrar na tarefa. Após, venda-se os olhos dos participantes do grupo A. O grupo B mistura-se e passa em ordem  e devagar diante do grupo A, pondo suas mãos nas mãos do participante vendado para que ele possa fazer o reconhecimento. Quando descobre o seu companheiro dá um sinal. Se acertou a dupla sai da fila. Durante o exercício não é permitido falar e coloca-se uma música relaxante para ajudar na concentração.

Variações:  1ª. Vendar todos os participantes, solicitar que andem pela sala no ritmo da música e ao esbarrar em alguém dançar com esta pessoa, tendo o cuidado de somente tocar em suas mãos e braços e não permanecer por mais de 1 minuto tocando a mesma pessoa. Ao final da atividade o orientador deverá reunir os participantes pra que, os que desejarem, comentem suas sensações.  2ª. O orientador, solicitará aos participantes que vendem os olhos e após formará duplas. Em duplas, os participantes deverão  utilizar o tato para perceber um ao outro(tocar as mãos, braços e abraçar o colega). Posteriormente o orientador desfaz as duplas tendo o cuidado de misturar bem os participantes, que deverão andar dispersos pela sala ao ritmo da música. Enquanto andam deverão ao deparar-se com um colega, utilizar o tato como utilizaram previamente em duplas e se ao tocar no colega perceber que é o mesmo com o qual realizou a atividade em dupla deverá dar um sinal. Observa-se que neste caso somente o orientador terá certeza que realmente ambos trabalharam em dupla.

Observações: solicitar que os participantes retirem objetos pelos quais possam ser identificados, como anéis, relógios e pulseiras. Orientar a todos que não utilizem a fala durante a atividade de percepção. O orientador deve interagir durante a atividade, usando palavras de incentivo, e que transmitam confiança, pois o fato de estar vendado pode causar ansiedade e temor em algumas pessoas. Escolher músicas  de ritmos diversos, para estimular o surgimento das mais diferentes sensações.
                                                                                   32

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.